Forte dos Reis Magos será reaberto ao público em dezembro

Forte dos Reis Magos será reaberto ao público em dezembro

Depois de quase três anos fechado para reforma, governadora Fátima Bezerra anuncia reabertura da fortaleza ao público

A entrega da obra de reforma da Fortaleza dos Reis Magos, fechada desde 2018 para visitas, ocorrida na sexta-feira (1°) com a presença da Governadora Fátima Bezerra, marca o inicio da contagem regressiva para a abertura do espaço ao público, prevista para dezembro. O custo total da restauração foi de R$ 4,7 milhões de recursos estaduais viabilizados pelo Programa Governo Cidadão em parceria com a Secretária Estadual de Turismo e a Fundação José Augusto. O espaço tem previsão para ser reaberta ao público na segunda semana de dezembro.

Reforma do Forte dos Reis Magos contemplou restauração do piso, instalação de um novo sistema elétrico e de um elevador para pessoas com mobilidade limitada

Reforma do Forte dos Reis Magos contemplou restauração do piso, instalação de um novo sistema elétrico e de um elevador para pessoas com mobilidade limitada

A governadora Fátima Bezerra falou que essa obra representa um recomeço para o setor do turismo. “É um casamento perfeito da valorização da cultura e incentivo ao turismo. Confesso que estou emocionada, porque o forte não é um monumento qualquer, ele guarda uma memória importantíssima de Natal”, disse a governadora.

Fátima Bezerra ainda ressaltou a alegria de entregar essa obra com todos os reparos. Falou da importância de um trabalho em conjunto da Secretaria de Gestão e Projetos Especiais, junto com a Fundação José Augusto, Secretaria de Infra-estrutura e Secretaria de Turismo do estado e lembrou que há 15 anos a obra não passava por reparos. A governadora ainda fez um agradecimento especial a todos os operários que trabalharam na obra de restauração.

Existem ainda algumas pendências para que o espaço abra as portas para visitação, como os protocolos de segurança do Corpo de Bombeiros que precisam ser avaliados através da vistoria no monumento para confirmar que o local está seguro para receber os visitantes, por exemplo. Segundo a governadora, esses protocolos estão dentro do cronograma de entrega de outros monumentos históricos do estado que estão fechados por muitos anos por falta de manutenção e reformas, como por exemplo, a Biblioteca Câmara Cascudo, o Teatro Alberto Maranhão, a Pinacoteca do Estado e também a criação do Museu da Rampa.

Além disso, a governadora Fátima Bezerra disse que tem cobrado que o projeto elaborado pela Secretaria de Infra-estrutura, que contempla a reforma do estacionamento e dos quiosques, tenha seu edital lançado para o processo licitatório e espera que essa parte de urbanização também seja iniciada e concluída dentro do prazo. Já foi solicitado à prefeitura a licença e feitas reuniões com o Instituto Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e Secretaria de Patrimônio da União. Segundo Fátima Bezerra, o Governo do Estado possui os recursos para a obra.

O administrador do Forte dos Reis Magos, Pedro Abech, explicou que a reforma contemplou toda estrutura do prédio, como restauração do piso que mesmo sendo mantido o original, precisou passar por limpeza, a troca de todas as telhas, instalação de um novo sistema elétrico e implantação de uma estação de tratamento de água, compacta, nos banheiros, para que a água servida não venha a poluir o rio Potengi, já que o escoamento é feito por lá.

Além disso, foi colocado um elevador para facilitar a acessibilidade que será liberado apenas para pessoas com limitação na mobilidade, como no caso dos cadeirantes. Também foi instalado corrimão em todas as escadas, bancos novos de madeira, troca de todas as maçanetas, pinturas das portas e paredes e foram feitas readequações de salas de exposições e lojas. Pedro Abech disse que falta a colocação de todo o acervo histórico no prédio.

A Fortaleza dos Reis Magos está localizada na praia do Forte, Zona Leste de Natal, e é um dos mais importantes pontos turísticos da capital do estado, além de ser uma das principais obras culturais e históricas do Rio Grande do Norte, pois representa um marco histórico no início de Natal. O momento demorou 30 anos para ser construído e foi concluído em 6 de janeiro de 1598. O Forte foi tombado em 1949 pelo Instituto Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.